Facebook
Twitter
Ouvidoria
Youtube

SISEMI apresenta reivindicações ao prefeito Sabino Bussanello

Data de inclusão 24/10/2006 00:00

Na segunda-feira (23/10), o prefeito Sabino Bussanello recebeu em seu gabinete o presidente do Sindicato dos Servidores do Município de Itapema – SISEMI, Sérgio Soares, juntamente com alguns representantes, para que tomasse conhecimento de algumas reivindicações feitas pela categoria.

 

A primeira reivindicação é a implantação de relógio de ponto para os novos funcionários, evitando assim distorções que, segundo a direção do sindicato, vem acontecendo. O prefeito disse que atualmente todos os funcionários fazem o registro de entrada e saída: funcionários que trabalham no paço municipal utilizam um relógio de ponto; funcionários que estão em secretarias externas, assinam o ponto.

A segunda reivindicação é a mudança de horários dos operários da Secretaria de Obras e Urbanismo. Segundo o presidente do sindicato, o horário mantido atualmente é defeituoso, pois o funcionário chega à secretaria às 7h, até que chegue ao destino do trabalho, com máquinas e equipamentos, já se passa das 8h da manhã; às 9h param para um lanche, voltando ao trabalho por volta das 9h30; às 11h param para o almoço, o que, segundo Sérgio, faz da manhã um período improdutivo. A proposta do sindicato é implantar dois turnos, sendo que em cada turno a equipe cumpriria com 6 horas ininterruptas, apenas com pausa de 15 minutos para o lanche. “Acreditamos que assim o rendimento possa ser maior”, afirma o presidente do SISEMI.

 

Sérgio colocou como terceira reivindicação, a necessidade de trocar o ônibus que faz o transporte dos operários. “É um veículo com 34 anos, além de estar em total incapacidade de utilização”, desabafa. Segundo o prefeito, o poder público está analisando alternativas para substituí-lo. Uma das alternativas está sendo feita junto à empresa Praiana, com o objetivo de conseguir um veículo para esse transporte; outra alternativa é de viabilizar a compra, através de parcelamento, de um veículo usado e em boas condições.

 

A quarta reivindicação é quanto a progressão funcional. Ou seja, o funcionário, através de cursos de especialização, passa a ter uma melhoria salarial. Segundo o presidente do sindicato, a lei 2103/03, dá liberação para criação de uma comissão para avaliar os funcionários com intuito de receberem o benefício. O prefeito, por sua vez, disse que a meta dessa administração é a valorização do funcionário público municipal. “Sabemos das grandes dificuldades que enfrentamos, pois no orçamento feito para 2006, não consta o pagamento do décimo terceiro salário deste ano, haja visto que foram estipulados o pagamento de 13 folhas, sendo uma utilizada para a quitação da folha do mês de dezembro de 2005, deixando fora o benefício de dezembro de 2006”, desabafa Sabino Bussanello. “Mas nossa meta é quitar a folha para que nenhum pai de família fique sem a condição de sustentar sua casa”, complementa.

 

Outro projeto imediato dessa administração é a reforma administrativa, que através de concurso público, visa corrigir as distorções de contratações temporárias e comissionadas, bem como, a elaboração de regime jurídico próprio para os servidores públicos que deixam de ser celetistas, passando a estatutários.

 

Sabino garantiu também a segunda parcela do reajuste concedido de 12%, dos quais 6% teve o repasse feito por essa administração, na folha de agosto último, retroativo a maio/06, cuja complementação será repassado na folha de outubro/06.

 

A quinta reivindicação é a construção de uma cantina onde o funcionário possa fazer sua refeição e lanches, pois atualmente é feito de forma irregular no próprio local de trabalho. Segundo Sabino a sugestão é muito boa e vai levar adiante a proposta.

 

A sexta reivindicação é a proposta de eleição direta para diretores das escolas públicas municipais, que segundo o presidente do sindicato, evitaria distorções salariais, além de evitar as mudanças bruscas de comando cada vez que há uma troca de prefeito e ou secretário. Sabino vê com bons olhos, e garante ser essa uma das suas metas como administrador. Sabino perguntou ainda como o sindicato avaliou as recentes mudanças de comando nas escolas. “Hoje consideramos boas as mudanças, não há reclamações, embora no começo tenha sido traumático”, avalia o presidente.

 

A sétima reivindicação refere-se a insalubridade. Sérgio afirma que a administração anterior estava com um projeto em andamento, e que se não for adiante, será obrigado a apresentar denúncia junto ao Ministério do Trabalho. Sabino disse que fará um levantamento do que existe a respeito e repassará ao sindicato para avaliação.

 

            Por fim o prefeito esclareceu aos representantes do sindicato que embora tenha recebido a prefeitura numa condição financeira crítica, onde a inadimplência prejudica o bom andamento dos trabalhos, fará de tudo para levar essa administração a uma condição melhor, principalmente na valorização dos funcionários. De contrapartida, Sabino pede o empenho de todos e o apoio constante do sindicato, para que juntos possam fazer o melhor para Itapema, evitando que se cometa injustiças de ambas as partes. Sérgio, por sua vez, garante que o sindicato estará sempre a disposição do poder público fazendo valer a política da boa parceria.