Facebook
Twitter
Ouvidoria
Youtube

Itapema sedia o 2º seminário intermunicipal de plantas bioativas

Data de inclusão 23/10/2006 00:00

A Epagri, contando com o apoio das prefeituras municipais dos três municípios que compõem a Costa Esmeralda (Itapema, Porto Belo e Bombinhas), realiza nesta quinta-feira, dia 26 de outubro, o 2º Seminário Intermunicipal de Plantas Bioativas. O evento iniciará às 8 horas, na Câmara de Vereadores de Itapema, seguindo durante todo o dia com palestras e debates envolvendo como temas a etnobotânica, plantas de futuro, identificação de espécies, produtos bioativos e gastronomia nutracêutica.

 

Conforme a extensionista da Epagri em Itapema, Maria de Fátima Stüppe informações sobre novas espécies de plantas nutracêuticas, sua composição e ação no organismo poderão reorientar as autoridades, formadores de opinião e a população em geral, reduzindo substancialmente os custos com medicamentos e melhorando a qualidade e a expectativa de vida. Durante o evento várias espécies de plantas bioativas estarão expostas aos participantes.

 

Stüppe explica que plantas bioativas compõem um número incomensurável de espécies vegetais com propriedades terapêuticas, adaptógenas, nutracêuticas, pré-bióticas, aromatizantes, flavorizantes, preservantes, antissépticas, condimentares, corantes, edulcorantes, conservantes, antioxidantes, remineralizantes e até biocidas. 

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais de 80% da população mundial não tem acesso aos medicamentos convencionais. No Brasil são mais de 60 milhões, sendo que o país importa 95% de todos os medicamentos que utiliza.

 

Não obstante, a flora mundial reúne milhares de espécies de plantas com propriedades nutracêuticas, que além de se constituírem alimentos protetores, apresentam grande potencial terapêutico. Conforme os dados apresentados pela extensionista, a humanidade tem consumido usualmente cerca de 100 espécies de plantas comestíveis, o que representa muito pouco perto das 17 mil espécies nutracêuticas já classificadas.