Facebook
Twitter
Ouvidoria
Youtube

Itapema está fora da área de risco da febre amarela

Data de inclusão 22/01/2018 14:26

 

Apesar do aumento da procura pela vacinação contra a febre amarela motivada pelo crescimento dos casos da doença no país, Itapema e região permanecem fora da área de risco. Mesmo assim, a vacinação segue disponível para crianças com 9 meses nascidas em 2017 (conforme calendário de vacinação) e para pessoas de 9 meses a 59 anos que irão viajar para áreas com recomendação da vacina, conforme divulgado pelo Ministério da Saúde.

 

Porém, em algumas situações se faz necessária a avaliação de saúde para determinar o risco e benefício da aplicação da vacina são elas: crianças entre 6 a 8 meses de idade, gestantes, pessoas com diabetes não controlado, pessoas a partir de 60 anos  dentre outros.

 

Segundo a Diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Daniele Carla Peres de Melo Geller, os casos suspeitos foram trazidos de fora do estado. “Desde 1º a 18 de Janeiro de 2018, foram notificados 05 casos suspeitos de febre amarela no estado, que estão sob investigação. Todos os casos tiveram deslocamento para áreas com transmissão fora de Santa Catarina”, explicou.

 

Todos os casos de febre amarela registrados no Brasil são do tipo silvestre. Isso quer dizer que a transmissão ocorreu pela picada dos mosquitos Haemagogus ou Sabethes, que vivem predominantemente em áreas silvestres e de matas. Primeiro, eles picam um macaco doente e adquirem o vírus. Depois de alguns dias, eles já são capazes de transmitir a febre amarela a outros macacos ou humanos.  Ou seja: não é transmitida de humanos para humanos ou de macacos para humanos.

 

Apenas os mosquitos transmitem a doença; macacos são vítimas da febre amarela, assim como os humanos. Caso a população encontre animais mortos ou doentes, deve informar o mais rapidamente possível ao serviço de saúde do município ou do estado

 

Para estar imunizado é necessária apenas uma dose para proteger-se por toda a vida, ou seja, quem já fez uma dose não precisa tomar outra. E a vacina demora de 10 à 30 dias para imunizar, portanto, é importante realizar a aplicação da vacina no mínimo 10 dias antes de viajar (caso seja indicado).

 

A vacinação está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o paciente deve confirmar o cronograma e o dia de vacinação na UBS de referência. Mais informações pelo telefone (47) 3267-1530 ou email: vigilanciaepidemiologica@itapema.sc.gov.br

 

 

As contraindicações para vacinação contra febre amarela são:

  • Idade menor que seis meses
  • Hipersensibilidade a algum dos componentes da vacina
  • Portadores de imunodeficiências

Existem situações de precaução, nas quais a indicação da vacinação deve ser ponderada entre risco e benefício:

  • Idade entre seis e oito meses
  • Idade ≥ 60 anos
  • Pessoas imunodeprimidas e em tratamento com imunossupressores;
  • Gestantes
  • Mulheres amamentando crianças menores de seis meses