Facebook
Twitter
Ouvidoria
Youtube

Autismo é lembrado pela Secretaria de Saúde

Data de inclusão 02/04/2015 18:41

O ambiente dessa quinta-feira (02/04) foi de azul total no Centro Integrado Municipal de Saúde (CIMS). As equipes da Secretaria de Saúde, do CAPS e do Serviço Especializado de Fonoaudiologia e Psicologia Infantil vestiram-se de azul para lembrar a todos do Dia Internacional da Conscientização do Autismo, celebrado sempre dia 02 de Abril.

Segundo a Fonoaudióloga Aline Nacer, o objetivo da data busca lembrar e trazer mais informações para as pessoas. “Queremos divulgar o autismo, pois ainda é uma síndrome que muitas pessoas não conhecem e que vem crescendo cada vez mais. A preocupação já é maior do que antes, mas ainda precisamos sempre relembrar da existência desta síndrome e sempre estar orientando os pais”, disse a Fonoaudióloga.

A Psicóloga Letícia Giacomini, também lembrou dos principais sintomas que podem aparecer e como os pais devem ficar atentos para ter o diagnóstico o quanto antes. “Os principais pontos a prestar atenção é a comunicação, o comportamento e a socialização da criança. O ideal é que os pais sempre façam um acompanhamento com seus filhos”, disse a Psicóloga.

O autismo

O autismo é uma síndrome que atinge cerca de dois milhões de brasileiros. Em crianças, o autismo é mais comum que a AIDS, o câncer e o diabetes. O azul é considerado a cor do autismo porque é mais comum em meninos. Cada pessoa com autismo tem características próprias, mas existem alguns sinais que costumam ser mais comuns (alguns podem estar presentes e outros não, com intensidade diferente em cada caso). Estes sinais podem ser percebidos no ambiente familiar, social e/ou escolar. Confira abaixo alguns dos principais sinais:

Dificuldade no relacionamento com outras pessoas
Age como se não escutasse
Evita olhar nos olhos ou desvia o olhar
Atraso na fala ou ausência dela
Apresenta dificuldade em compreender o que lhe é dito, entender sentido figurado e também de se fazer compreender
Palavras, frases ou falas de desenhos são repetidas com frequência
Movimentos repetitivos e incomuns
Evita o contato físico
Prefere ficar sozinho