Facebook
Twitter
Ouvidoria
Youtube

Ansiedade é tema de palestra para ACS

Data de inclusão 25/09/2014 17:22

Na tarde desta quinta-feira (25/09), A Prefeitura de Itapema, por meio da Secretaria de Saúde em parceria com a Atenção Básica, organizou mais uma capacitação para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS). No encontro, coordenado pela Equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), foi abordado sobre um problema que atinge muitas pessoas, a ansiedade.

“Realizamos um exercício musical com os ACS, onde cantamos uma música para descontrair e relaxar. Além disso, conversarmos sobre vários fatores da ansiedade e como o controle que precisamos ter de nós mesmos, para que isso não atrapalhe nossa vida”, afirmou a Psicóloga do NASF, Cláudia Maria Petri.

Além da conversa com a Psicóloga, os ACS receberam orientações com a Profissional de Educação Física, Andressa Alves, que conversou sobre alongamento e relaxamento muscular, e realizou alguns exercícios. O encontro ainda contou com o auxílio da também Profissional de Educação Física, Fernanda Rosa, que abordou sobre a importância da respiração e como ela pode estar contribuindo não só para os exercícios de alongamentos, mas também para a ansiedade.

Segundo o ACS da UBS Meia Praia I, José Bizerra da Silva Filho, o encontro de hoje ajuda os profissionais a lidarem com os problemas diários. “Como nós trabalhamos com as pessoas, precisamos estar preparados para lidar com diversas situações e termos habilidade de abordar e conversar de forma correta com os pacientes, pois também temos as nossas preocupações e não podemos acumular mais ainda. Por isso o tema de hoje foi muito feliz, afinal, a ansiedade nos deixa muito agitados e precisamos saber como relaxar após um dia de trabalho” comentou o Agente Comunitário, José Bizerra da Silva Filho.

APAE

Ainda no mesmo encontro, a Fonoaudióloga Bruna de Souza Cristofolini, a Psicóloga Louise Krebs Reginatto e a Fisioterapeuta Clenice Fiori, ambas da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), apresentaram os serviços e os atendimentos realizados pela APAE e um projeto de prevenção de deficiências. O objetivo foi informar os ACS para que quando se depararem com alguma família que tenha um caso de um bebê com deficiência intelectual, o mesmo seja encaminhado para a APAE, a fim de prevenir o quanto antes a deficiência.